[AUDIO]

[TEXTO]

6 mil toneladas de dióxido de carbono foram evitadas com a acção directa e indirecta de um conjunto de cerca de 200 voluntários espalhados pelo país que se associaram ao movimento Zero Desperdício.

Em 2013 o Audio Press Portugal contou a luta pela recuperação dos alimentos iniciada pelo comandante da TAP – António Costa Pereira cujo trabalho arrancou com uma petição.

“sempre foi feito e também é um certo condicionamento: é fácil pôr a culpa no outro, eu não preciso de doar porque o outro tem o ónus de não me deixar doar.”

Passados dois anos este movimento foi responsável por uma experiência piloto em todo o Mundo que é a TAP, a 1ª companhia área a doar de forma legal, segura e transparente os alimentos que viajam nos voos na Europa.

Em entrevista exclusiva ao Audio Press Portugal, Diogo Lorena, gestor de projectos daquela associação, conta-nos a história do movimento que nasceu em Portugal e se espalha um pouco por todo o Mundo.

Este trabalho insere-se na nova economia da partilha que está a poupar e a gerir e também a salvar muitos recursos, a gerir milhões com as trocas – poupando o planeta os recursos fazendo de todos nós mais responsáveis pelo que consumimos.

 

“os alimentos podem ser usados para adubar a terra, podem ser usados para a compostagem, como combustível…só não mantém este valor nobre que é o alimento”.

Saiba que a nova biblioteca digital do plano nacional de leitura vai ter como primeiros livros os  livros do movimento Zero Desperdício que nos ajudará a melhor gerir os nossos próprios alimentos e recursos.

A associação Zero Desperdício esta a dar colaboração com outros países como o banco alimentar na Hungria, em Bruxelas, levando a experiência piloto com a TAP a outros países como por exemplo ao Brasil.

Saiba por fim como pode juntar se a este movimento:

“o principal apoio que nós precisamos do grande publico é por um lado na identificação das instituições receptoras, continua a ser uma das grande dificuldades e também na abertura de portas para novos doadores.

Normalmente as pessoas esquecem se ou não reparam não se apercebem que os doadores são as empresas onde nos trabalhamos são o nosso local de trabalho é o sitio onde nós jantamos fora e nós ai podemos também fazer o nosso contacto e sugerir que as nossas empresas e nossos parceiros, os nossos colegas se tornem Zero Desperdício e se juntem ao movimento.”

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s