[AUDIO]

https://soundcloud.com/audiopressportugal/estao-ai-novos-avancos-no-combate-a-doenca-de-parkinson-tiago-fleming-outeiro

 

[TEXTO]

O investigador português Tiago Fleming Outeiro já tinha sido noticiado pelo Audio Press Portugal numa altura em que recebia pela segunda vez uma bolsa pela fundação Michael J. Fox, um reconhecimento Mundial pela inovação nas suas investigações no combate à doença de Parkinson.

2015 terminou com novos avanços científicos de âmbito mundial.

A novidade foi que a proteína a – beta-sinucleína poder ser tóxica para as células – uma proteína pouco valorizada no contexto da doença de Parkinson.

O Audio Press Portugal entrevistou o investigador português que nos explica melhor como funciona esta proteína no nosso organismo.

Quisemos saber a opinião do cientista Tiago Fleming Outeiro sobre a investigação no nosso país.

Muitas vezes não damos valor ao que acontece por cá e o Audio Press Portugal contraria essa tendência.

Dou-lhe a conhecer o estado da arte da investigação no nosso país na opinião do cientista Tiago Fleming Outeiro.

 

“À vezes pensamos que só no estrangeiro é que se faz boa investigação isso não é verdade”

O que não temos é a estabilidade que a ciência precisa para que as pessoas que se vão formando possam entrar no sistema”.

Eu acho que nós temos muito boa investigação, muitos bons investigadores, temos motivos para estar orgulhosos daquilo que se faz em Portugal…

Aquilo que se faz em Portugal não fica nada atrás do que se faz no estrangeiro, pelo contrário, muitas vezes faz-se mais com menos”.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s