Portugal abre caminho no uso das energias renováveis em construção naval

[AUDIO]

https://soundcloud.com/audiopressportugal/portugal-abre-caminho-no-uso-das-energias-renovaveis-em-construcao-naval

 

[TEXTO]

 

A empresa é jovem – chama-se Sun Concept, tem estaleiro em Olhão, em pleno coração do parque natural da ria formosa

Mas…apesar da empresa ser recente – o conhecimento tem mais de 3 décadas na pessoa de Jorge Severino.

O nosso entrevistado desta semana é um pré-cursor na construção naval com recurso exclusivo às energias renováveis e com um design de casco inovador.

Jorge Severino começa por nos contar como reagiram os nossos pescadores a esta inovação.

“fiquei surpreendido de não ligarem à forma e começaram a falar uns com os outros, já não estão minimamente interessados na forma porque perceberam que podem ir buscar uma enorme redução de custos. Não havia qualquer dúvida no espírito deles. São pessoas muito habituadas ao mar e que perceberam perfeitamente o que lhes estava a falar.”

Com um design do casco audaz mas pensado para ter o máximo de eficiência, em termos de aerodinâmica e hidrodinâmica.

Esta empresa, cem por cento portuguesa, está a desenhar e a construir isto é: quer ser auto-suficiente sem ter que comprar fora as ferramentas como os moldes que não existem e que são aqui desenhados e construídos do zero, com mão de obra qualificada portuguesa.

Estamos a falar de design e tecnologia portuguesa recente mas é uma tendência que veio para ficar.

Zero é o valor do consumo nestes barcos e enorme é a herança que se deixa para os filhos e netos, saindo, definitivamente, da dependência dos combustíveis.

O barco electro solar de nome Sun Sailer está na zona do parque natural da ria formosa para quem o quiser experimentar.

A produção em série destes tipo de barcos amigos do ambiente já ninguém a pode travar e vai continuar a ser 100 por cento portuguesa!

FOTO3

 

Susana Sargento cria a 1ª rede wi-fi móvel do Mundo e recebe prémio de 100 mil euros

[AUDIO]

 

 

 

[TEXTO]

Uma portuguesa venceu o Prémio Mulheres Inovadoras da União Europeia 2016

Mas o que fez esta portuguesa para merecer tal distinção?

Nada mais nada menos do que a criação e a gestão da maior rede veicular do mundo e foi a 1ª portuguesa entre as nove finalistas ao prémio.

O que este prémio representa para si?

“quero alertar as mulheres sobretudo as mais novas para que possam perceber que esta área das tecnologias da informação e da comunicação é uma área muito vasta com muitos assuntos e principalmente é muito interessante. Não é uma área só de homens é uma área tanto de homens como mulheres em que as mulheres também se podem realçar muito”.

Susana Sargento é um belíssimo exemplo disso!

A 1ª rede veicular de larga escala a nível mundial foi chave para o sucesso da Veniam.

A Veniam é uma start up portuguesa que além da nossa entrevistada consta por exemplo Robin Chase a presidente e fundadora da maior rede de partilha de carros do Mundo, a ZipCar.

Saiba que a cidade do Porto foi a primeira cidade do Mundo a receber esta rede veicular com os autocarros públicos a servirem de ponto de spot wi-fi.

Recentemente, além de 100 mil euros da União Europeia deram entrada novos e significativos investimentos como o da Cisco Investments, Orange Digital Ventures e Yamaha Motor Ventures.

Esta empresa via continuar a operar em Portugal e tem contratado doutorados nesta área da informática e das telecomunicações.